segunda-feira, 21 de maio de 2007

Nova conquista, mesma mulher

Todo dia é uma nova conquista
Da mesma mulher
Para sempre benquista
E desperta à base de beijos e café

Qualquer instante é uma chance
De um gesto do coração
Inquieto por algo mais no sangue
Que os carinhos dão.

4 comentários:

Fabrício Fortes disse...

imagem perfeita.. preciso admitir que me senti dentro do teu poema.

Diogo Lyra disse...

Nada como amar e ser amado. Vou ligar para a Sra. Lyra...

Bruno disse...

Poesia de casados... homenagem à esposa... tranquilidade total.
Lençois desarrumados, brisa de primavera... bandeija na cama...
Vi uma foto no teu poema.
Situações que em algum tempo serão uma vaga, mas feliz lembrança na nova minha vida.
De qualquer forma, paz total!

Lol disse...

vc é o meu melhor café da manhã!

tchellamo!