sábado, 25 de fevereiro de 2017

Todas as coisas devem passar

Todas as coisas devem passar:
A tristeza, a alegria
A cidade, o sertão e o mar
Todas as coisas devem pesar
Consciência dividida
Entre o remorso e o radar
Todas as coisas devem pisar
Caso não se pisem
Com a leveza no andar
Todas as coisas devem pousar,
Da dúvida à certeza, um palpite
De intuição no olhar
Todas as coisas devem pulsar
Coração, veia e bateria
Para não ter que se carregar
Todas as coisas devem passar
Minuto, hora e dia
Preocupação não tem lugar.




quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Imperativos

Descreva quem é você
Edite informações
Adicione fotos em destaque
Publique o que você está pensando
Veja todos os amigos
Responda às solicitações de amizade

Descreva todos os amigos
Edite quem é você
Adicione informações
Publique as solicitações de amizade
Veja o que você está pensando
Responda às fotos em destaque

Descreva informações
Edite o que você está pensando
Adicione quem é você
Publique as fotos em destaque
Veja as solicitações de amizade
Responda a todos os amigos

Descreva as fotos em destaque
Edite todos os amigos
Adicione as solicitações de amizade
Publique informações
Veja quem é você
Responda ao que você está pensando

Descreva o que você está pensando
Edite as solicitações de amizade
Adicione todos os amigos
Publique quem é você
Veja as fotos em destaque
Responda às informações

Descreva as solicitações de amizade
Edite as fotos em destaque
Adicione o que você está pensando
Publique todos os amigos
Veja informações
Responda a quem é você.

Explodindo de sol

Domingo de carnaval
Explodindo de sol
Perto do meio-dia
Feito anel de fogo
No retiro espiritual
Eu comigo e só
Noutro tipo de folia
Onde não me afogo
Será um eclipse parcial
Seguirá o suor
Saindo dos poros e vias
Com outros olhos.


sábado, 11 de fevereiro de 2017

No alterado trajeto

No alterado trajeto
Talvez já constasse
O câmbio desde o início do projeto
Eu ando adiante
Apesar dos perigos desta fase
Os garimpos não estão distantes
Desvio
Pode ser roubo
Ou mudança de caminho
Prefiro modificar a rota
A seguir me roubando todo
E ganhando derrotas.







quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Já é fevereiro no Rio

Do cordão do batalhão de choque
Ao cordão do bloco do chopp
Entre tamborins e cassetetes
Sob a chuva de balas perdidas com confetes
No roncar estomacal e da cuíca
Há atitudes pobres e ricas
Em busca do dinheiro que ainda não veio
Já é fevereiro no Rio de já neuras.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Para o sonho em curso

As pessoas
Ditas espertas
Mais se atordoam
Do que se despertam
Para o sonho em curso
A utopia não dista tanto
Esta realidade é um absurdo
E não adiantam golpes e quebrantos
A vida não é um comercial de margarina
E a morte também aparece no horário nobre
Atrapalhando a janta da família quando menos se imagina
Só nos desenhos animados o sangue não se mostra nem corre.


sábado, 28 de janeiro de 2017

Sorriso imberbe

Quase que escovei os dentes
Com creme de barbear
Ainda bem que meu sorriso é imberbe
Há quem pense que segue em frente
Mas nem saiu do lugar
O calor é menos do motor do que da febre
Às vezes pareço indiferente
Embora eu capte os sinais do ar
Melhor ser aflito do que um bobo alegre.