terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Feito humor

Recuperando meu lado telúrico
Eu me sinto menor
Ficando de novo lúcido
Faminto, louco e melhor

Saboreando o cheiro de estrume
Eu caminho sem pânico
Seguindo o vaga-lume
Não nado de costas no pântano

Precisando parar de roer os dentes
Enquanto movo feito humor os olhos
Eu sonho com um mundo diferente
Sem asco, sacos plásticos e ódio.

Um comentário:

Lívia Gomes |g* disse...

"Eu sonho com um mundo diferente
Sem asco, sacos plásticos e ódio".

Sem mais o que dizer!
;D

Abraços!