segunda-feira, 12 de abril de 2010

Entre

Entre o fato e o boato
Prefiro não pagar pra ver
Tampouco o pato

Entre o que sou e o que vou ser
Não há nada além do hiato
Cheio de mim, de você

Entre agora e amanhã
Várias águas vão rolar
Sob as pontes de Amsterdã

Entre aqui e acolá
Mantenho a mente sã
Para descolar e decolar.