quinta-feira, 5 de abril de 2007

Para além e para dentro

Que você me cuide
Como um rebento
Que você me desculpe
Quando nos desentendemos
Que você me insulte
A qualquer momento
Que me dê saúde
Ciúme e condimento
Que você me mude
Para além e para dentro
Que você me ature
Sem arrependimento
Que você me triture
Com seu olhar suculento
Que você me estruture
Com o nosso cimento
Que você me abuse
Mesmo sem meu consentimento
Que você me procure
E me ame cem por cento
Que você me sepulte
Se não estiver correspondendo
Que você me escute
Como sempre, via pensamento.

2 comentários:

outra disse...

Mô gotôco!

Bruno disse...

:-)

Este é incrível também!!!
(Boca)