quarta-feira, 23 de julho de 2008

Sonhos e atos

A vida é fatal
E vivida por fatos
De forma frontal
Entre sonhos e atos
Num estranho ritual
De resgate e rapto

Na idade média atual
Dos dias rápidos
A solidão é a tal
Pedra no sapato
Sob uma idéia fractal
De afetos fracos.

6 comentários:

Jú Carvalho disse...

Sempre fã...
Mandou benzão!

A solidão aprece quando fugimos de enfretas os fatos de forma frontal?
Ou essa foi uma interepretação extremamente subjetiva rs?

Tchello Melo ou Marciano Macieira ou Tchellonious disse...

Valeu pelo comentário!

Na verdade foi uma leitura subjetiva, mas gosto disso.

Cláudia I. Vetter disse...

tuas rimas tiram o que dizer cantando todas as palavras.

um sorriso.

;*

Bianca Feijó disse...

E põe pedra no sapato,o bom é que vc nos faz ver de uma forma mais leve...

B.E.I.J.O.S

Luana disse...

Ah, q fofo!
Muito obrigada, mas não sou profissional como vc né? :)
Enfim, encantada moço, prazer em conhecer-te.
Tb tenho ótimas recomendações a seu respeito.
Espero q tenhamos outras oportunidades para discutir mais sobre comer ou não comer carnes, eis a questão! rs
Bjoks

Carol disse...

gostei dessa :)