sábado, 10 de março de 2007

Gole de sol

beber o oceano num gole de sol
pintar a parede do quarto de azul
caminhar com as nuvens do céu
que as daqui não saem no jornal
do dia do povo do globo do brasil

não há mais notícia
pode ser outra preguiça
diálogo de missa
dominó na praça
ainda me interessa
aquela sobremesa
dentro da cabeça
o tempo traça

devolver a concha
desenvolver os cachos
envolvê-la nas coxas
resolver no abraço.

2 comentários:

Juju disse...

Meu querido, assim como a sua poesia o meu céu está ficando mais azul do nunca!!!

Um novo ciclo - tudo blue!!!!

Bruno disse...

Cara, esqueçam a poesia... ainda me interessa aquela sobremesa dentro da cabeça...

Cara, eu preciso de um pedaço de pudim agora!!!!

Hahahaha, isso foi total tarde de domingo na casa da vó!!!

Adorei!!!
Eu gosto mais quanto mais imagens uma poesia produz!!! Ótima!!!

(Boca)