sexta-feira, 9 de março de 2007

Só chovo

Mesmo sob um sol
De frigir ovos
No frio em que estou
Não raio, só chovo
Não há inferno maior
Do que não ter devotos
Devolvo todo meu torpor
E aceito com gosto um copo.

2 comentários:

Leonardo Rivera disse...

poesia nua
e crua

Bruno disse...

Só chovo e aceito um copo!!!
Milagrosas imagens!
Parabéns!

(Boca)